Resultados 1 a 4 de 4

Tópico: A "droga" que nos últimos quatro anos mudou leis em todo o mundo

  1. #1
    Data de Ingresso
    Oct 2013
    Localização
    Rif Mountains
    Posts
    1.674
    Thanks
    2.674
    Thanked 5.084 Times in 1.645 Posts

    A "droga" que nos últimos quatro anos mudou leis em todo o mundo

    A "droga" que nos últimos quatro anos mudou leis em todo o mundo




    EUA, Uruguai ou Jamaica são alguns dos países onde a lei mudou. Combate ao tráfico e receita fiscal são argumentos a favor
    Legalizar, sim ou não? Consumo recreativo ou medicinal? A canábis, também conhecida por marijuana, está a fazer o percurso que mais nenhuma droga fez, sobretudo nos últimos quatro anos, com a legalização para uso medicinal e recreativo em vários países. Mas como todas as drogas tem riscos. Na última década a substância ativa, o THC, aumentou a potência, o que levou a vários alertas e estudos para perceber melhor os seus efeitos em termos neurológicos. A proibição não tem reduzido o consumo. Coloca-se a questão se a legalização pode diminuir o poder das redes de tráfico.
    Estes são alguns dos argumentos usados pelos defensores da legalização. Em 2013 o Uruguai tornou-se o primeiro país a legalizar o consumo, a posse e o cultivo da canábis. Já este ano, no México quatro cidadãos ganharam uma ação em tribunal para cultivarem e consumirem canábis com o mesmo fim que no Uruguai. O cultivo está limitado em número de plantas, assim como a quantidade de erva que cada pessoa pode ter.








    Nos Estados Unidos quatro estados já aprovaram a legalização recreativa. Colorado e Washington em 2012. A imprensa americana referia este ano que os dois estados teriam arrecadado cerca de 180 milhões de euros em impostos sobre as vendas de canábis para fins medicinais e recreativos. Mais recentemente Oregon e Alasca seguiram o exemplo. A venda está limitada a maiores de 21 anos, em locais licenciados, a posse não pode ultrapassar as 28 gramas e ninguém pode cultivar mais de seis plantas. Em 2016, o Oregon vai impor uma taxa de 25% sobre as vendas recreativas. Mas a nível federal a proibição mantém-se. Talvez a pergunta seja por quanto tempo. O senador de Vermont, Bernie Sanders, que está a disputar com Hillary Clinton a indicação do Partido Democrata a candidato à presidência propôs retirar a canábis da lista de substâncias controladas. No Brasil, o tema também está em debate.

    Última edição por Mr.Ganja; 12-07-2015 às 23:09.
    Tricomaria - Fábrica de Tricomas Caseiros

  2. The Following 10 Users Say Thank You to Mr.Ganja For This Useful Post:

    253 Adv Gardem (12-08-2015),BlackJack (12-08-2015),Brownie Boy (12-08-2015),Costa Rica (12-08-2015),Moxu666 (12-08-2015),ptfarmer420 (12-08-2015),Shariff (12-07-2015),Stewie weed (12-08-2015),Tommy (12-08-2015),Tricomaria (12-08-2015)

  3. #2
    Data de Ingresso
    Apr 2014
    Localização
    Orange County
    Posts
    210
    Thanks
    1.545
    Thanked 1.004 Times in 207 Posts
    Boas!

    Mais uma volta, mais uma viagem. E o negro que se lixe. De vez em quando há que dar esta noticia, mas o cheiro é sempre igual. Cheira a apartheid e todos nós nos sentimos como negros discriminados a ler artigos escritos por brancos que debatem entre si se devemos ou não ter os mesmo direitos que eles. Diz muito acerca da irracionalidade de um animal que se diz racional.

    E depois vem o tradicional "mas". Há sempre um "mas". E agora que tantos "mas" já estão esgotados depois de várias décadas em que foram implacávelmente deitados abaixo, há que encontrar novos "mas". Este já vai sendo nosso conhecido, pois é constantemente usado, em desespero, já há uns anos:


    "A canábis, também conhecida por marijuana, está a fazer o percurso que mais nenhuma droga fez, sobretudo nos últimos quatro anos, com a legalização para uso medicinal e recreativo em vários países. Mas como todas as drogas tem riscos. Na última década a substância ativa, o THC, aumentou a potência, o que levou a vários alertas e estudos para perceber melhor os seus efeitos em termos neurológicos."


    Este "mas" é a prova de que a canábis faz mal à cabeça do proibicionista. Ele perde racionalidade e não percebe que em vez de um "mas" a dita frase deveria começar com um "além disso". Ora vejam como esta frase sería re-estruturada se o proibicionista não estivesse louco por causa da canábis:


    "A canábis, também conhecida por marijuana, está a fazer o percurso que mais nenhuma droga fez, sobretudo nos últimos quatro anos, com a legalização para uso medicinal e recreativo em vários países. Além disso, como todas as drogas, tem riscos. Na última década a substância ativa, o THC, aumentou a potência, o que levou a vários alertas e estudos para perceber melhor os seus efeitos em termos neurológicos e tais estudos levaram a comunidade cientifica a concluir que só legalizando e regulando será possível controlar a potência e características psicotrópicas das novas variedades de canábis por forma a criar regulamentos que limitem o perfil cannabinoide de uma planta a níveis considerados como seguros segundo especialistas na matéria. Este tipo de legalização e regulamentação permitiria também garantir que os consumidores com predisposição para as patologias em que a canábis pode ter um efeito negativo sejam seguidos de perto por médicos especialistas na matéria que determinem se o doente tem condições para consumir e, mais importante, o tipo de dosagem e que tipo de variedades pode e não pode consumir."


    Tudo o que aparece a negrito fui eu que acrescentei. Quando eles ganharem vergonha na cara e assumirem que o que está a negrito é pura e simplesmente a forma mais racional de abordar a questão, teremos então reunidas as condições a nivel social para avançar com a legalização.

    Até lá continuaremos a ser os negros em pré-final de apartheid, esperando que os brancos finalmente nos considerem como iguais.

    Bons vapores

    tommy
    Última edição por Tommy; 12-08-2015 às 17:24.
    The more you try to erase me, the more that I appear

  4. The Following 6 Users Say Thank You to Tommy For This Useful Post:

    253 Adv Gardem (12-08-2015),BlackJack (12-19-2015),ptfarmer420 (12-08-2015),Shariff (12-08-2015),Stewie weed (12-08-2015),Tricomaria (12-09-2015)

  5. #3
    Data de Ingresso
    Aug 2015
    Posts
    217
    Thanks
    970
    Thanked 1.001 Times in 216 Posts
    Ainda no fds deu uma reportagem no primeiro canal sobre o perigo de consumo agora que a potência é muito mais forte. Atenção crianças por causa das psicoses ... Um tipo da ARS Norte falou falou mas não disse nada.

    Realmente é como dizes Tommy ... Preocupam-se com as crianças e jovens mas a medida principal para impedir o consumo dessas crianças é a legalização com regras rigidas sobre consumo e distribuição.

    Devem andar com medo do governo de esquerda então já estão a incutir o medo ... A cultura do medo é a opção usada por esta gente, infelizmente porque na maioria o povo é pouco informado. Quanta mais informação mais conhecimento e menos medo, mas acho que ainda vai faltar uns anos.

  6. The Following 6 Users Say Thank You to ptfarmer420 For This Useful Post:

    253 Adv Gardem (12-08-2015),BlackJack (12-19-2015),Shariff (12-08-2015),Stewie weed (12-08-2015),Tommy (12-08-2015),Tricomaria (12-09-2015)

  7. #4
    Data de Ingresso
    Feb 2014
    Localização
    Norte Portugal
    Posts
    2.495
    Thanks
    5.927
    Thanked 7.824 Times in 2.326 Posts
    engraçado que tenho um amigo chegado com uma psicose, que nem sempre toma as melhores opções devido à doença, por casualidade aquela temporada em que anda melhor, mais animado e com menos sequelas é quando fuma erva orgânica, se não fumar parece um xavalo completamente aluado, não consegue estar um segundo quieto, aliás muitas vezes lhe dou umas pipocas quando o vejo assim

  8. The Following 5 Users Say Thank You to 253 Adv Gardem For This Useful Post:

    BlackJack (12-19-2015),Shariff (12-08-2015),Stewie weed (12-08-2015),Tommy (12-08-2015),Tricomaria (12-09-2015)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •